Login: Senha: Lembrar minha senha

Belém, Pará, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017 

O CLUBE
AGENDA 2017
EVENTOS
JIPEIROS
JIPES
DICAS OFFROAD
LINKS 4x4
GALERIA DE FOTOS
VÍDEOS
TwitterYoutubeFacebook

 

Usuários on-line:
56 visitantes.

INÍCIO | DICAS OFF-ROAD

GLOSSÁRIO DE TERMOS UTILIZADOS NO OFF-ROAD 4X4
Fique por dentro dos papos que rolam entre os pilotos do off-road.

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z

2WD - Sigla para o termo em inglês Two Wheel Drive, que quer dizer o mesmo que 4x2 ou tração nas em duas rodas. Ver mais em 4x2.

4WD - Sigla para o termo em inglês Four Wheel Drive, que quer dizer o mesmo que 4x4 ou tração nas 4 rodas. Ver mais em 4x4.

4WD HI - Tração nas 4 rodas com o diferencial normal do veículo. Usada normalmente nas estradas de terra. A maioria dos veículos 4x4 não precisa parar para haver troca entre 4x4 e 4x2.

4WD LOW - Tração nas 4 rodas com diferencial reduzido. Usada para trechos onde é preciso andar muito devagar e em subidas e descidas íngremes. Alguns 4x4 não possuem reduzida.

4x2 - 2WD, Two Wheel Drive, tração em duas rodas. Este termo se refere a veículos de quatro rodas com tração em duas. Grande parte dos veículos possui tração em apenas duas rodas, traseiras ou dianteiras.

4x4 - O mesmo que 4WD, Este é um termo genérico usado para descrever um veículo com tração nas quatro rodas. O primeiro valor é o quantidade de rodas, o segundo ao número de rodas com tração. A maioria dos veículos off-road tem inicialmente tração nas rodas traseiras, mas, por meio de um comando, pode-se engatar também a tração no eixo dianteiro, passando o motor a transmitir potência para as quatro rodas do veículo.

4x4 Full-time - Sistema em que é possível andar com o veículo sempre em 4x4.

4X4 HI - O mesmo que 4WD HI. Engatar a Tração 4x4 HI (High = Alta), significa colocar acionar a tração nas quatro rodas para trânsito em alta velocidade. Com esta configuração é possível rodar em velocidades normais em estradas de terra e com baixo atrito. Veículos equipados com diferencial central podem trafegar em 4x4HI em qualquer tipo de terreno.

4x4 L - O mesmo que 4WD LOW. Engatar a Tração 4x4 L (Low = Baixa/Reduzida), significa acionar o sistema de redução da caixa de transferência para condução em baixas velocidades. Esta configuração é necessária para transpor a maioria dos obstáculos encontrados em situações fora de estrada.

4x4 Part-time - Sistema de tração nas quatro rodas em que a caixa de transferência não tem diferencial central ou acoplamento viscoso, obrigando que a tração 4x4 seja usada somente quando fundamental e jamais em pistas asfaltadas ou em grandes velocidades.
6x4, 6x6 e 8x8 - Sistemas usados normalmente em caminhões militares e carros de combate. Os 6x4 são cavalos mecânicos onde o eixo dianteiro é somente direcional e os dois eixos traseiros tracionam o cavalo. Nos 6x6 e 8x8 todos os eixos tracionam. Os 6x6 normalmente tem opção para 6x4. Nestes casos não é o número de rodas, pois um caminhão 6x6 com rodagem traseira dupla, vai possuir 10 rodas.

ABS - Anti Blocking System: Sistema de freio anti-bloqueio, que impede o travamento das rodas. Ao se pisar no pedal de freio, o sensor eletrônico aciona o sistema de freio de maneira pulsada, impedindo o travamento das rodas e possibilitando melhores condições de controle da direção. Alguns modernos SUVs já utilizam o ABS para controlar a tração, veja o ETC e ETS.

Active Trac - Sistema de tração 4x4 desenvolvido pela Mitsubishi, e que equipa os modelos Pajero. O equipamento permite o acionamento de 4x2 para 4x4 em velocidades de até 80 Km/h. Possui diferencial central que possibilita o deslocamento em qualquer tipo de terreno, seja liso ou com aderência plena (asfalto). Pode ainda ter o diferencial central bloqueado, para melhor distribuição de torque entre os dois diferenciais

Airbag (SRS) - Este mecanismo de proteção contra choques infla e esvazia bolsas de ar em uma fração de segundo durante uma forte colisão frontal. Os airbags limitam o movimento para frente do tronco e cabeça dos ocupantes dos bancos frontais. Os airbags são chamados de Sistemas Suplementares de Restrição (SRS, em inglês) porque são complementos - e não substitutos dos cintos de segurança. Todos ocupantes devem usar o cinto de segurança sempre.

Altura do solo - Com o veículo parado, a altura do solo é a medida do ponto mais baixo do veículo (geralmente o diferencial ou o escapamento) ao chão. Uma altura do solo elevada permite que o veículo saia mais facilmente de situações extremas em off-road ou neve, sem danificar componentes localizados em sua parte de baixo.

Ancoragem - Técnica usada para criar um ponto de apoio para colocação de cabos de aço, cordas ou cintas, para dar suporte em operações de resgate. A ancoragem pode ser feita em árvores, rochas ou outros veículos.

Ângulo de ataque - é o ângulo formado pelo chão e uma subida ou por uma descida e pelo chão, em que o veículo pode continuar em frente sem bater com o pára-choque dianteiro ou partes da suspensão. Para ser considerado como fora-de-estrada este ângulo deve ser maior que 30 graus. Quanto menor é a carroceria à frente das rodas, maior o ângulo. Note o Hummer com 70 graus. A colocação de um guincho, normalmente diminui o ângulo.

Ângulo de Dorso - Diz a capacidade de superar um obstáculo sem que o fundo do carro bata por cima dele, como uma crista de elevação. Quanto maior o entre-eixos, menos o ângulo. Para ser um fora-de-estrada, este ângulo deve ser no mínimo de 20 graus. Altura da carroceira em relação ao solo também é importante para melhorar a característica. Uma das modificações mais executadas nos Jeeps antigos é a inversão dois eixos, que são retirados de cima do feixe de molas e colocados por baixo, aumentando a altura do chassi e melhorando muito o ângulo de dorso. Quanto mais alto o chassi, menor é a estabilidade e menor é a inclinação máxima lateral antes de capotar.

Ângulo de entrada - o mesmo que ângulo de ataque.

Ângulo de Saída - É o ângulo formado por uma subida e pelo chão ou pelo chão e uma descida, em que o veículo pode continuar em frente sem bater com o pára-choque traseiro, pinos de reboque ou estepe no piso. Para ser considerado fora-de-estrada são precisos mais de 30 graus. Muitos veículos possuem bons ângulos de ataque é péssimos ângulos de saída, como a maioria dos SUVs, com suas 4 portas, porta-malas e caçambas. Isso que dizer que a frente pode subir um obstáculo e que a traseira vai agarrar no chão. Muitas vezes os pára-choques traseiros são arrancados pelo piso. Os veículo curtos, normalmente têm excelentes ângulos de saída. Um exemplo de colocação de pino de reboque perfeito, sem iterferir é o do Pajero.

Articulação de eixo - Este termo indica a capacidade de uma roda se mover em relação à outra - p. ex. roda esquerda para cima e roda direita para baixo. É a medida da facilidade com a qual cada roda fica em contato com o solo (e mantém a tração) em uma pista muito ondulada.

Barra Estabilizadora - Esta parte da suspensão é formada por uma barra de torção longa (basicamente, uma haste que pode ser torcida) montada atravessando lateralmente o veículo de uma roda à outra. Ao transferir a tração de um lado do veículo para o outro, a barra estabilizadora pode diminuir a inclinação (ou capotagem) durante as curvas. Veículos podem ter barras estabilizadoras frontais, traseiras ou ambas.

Bloqueio de diferencial - Dispositivo acoplado ao diferencial para mudá-lo de aberto para fechado. Serve para que as duas rodas fiquem ligadas e movimentem-se exatamente da mesma maneira. A utilização do diferencial bloqueado é importante em terrenos íngremes e escorregadios, nos quais o giro em falso de uma roda pode fazer com que o 4x4 tombe, podendo mesmo capotar. O bloqueio facilita sair de situações em que uma das rodas esteja sem apoio. O bloqueio pode ser acionado mecanicamente, eletricamente ou a ar. É importante atentar que, embora bloquear o diferencial ajude a aumentar a tração, isso deixa a direção mais dura em superfícies que exijam tração mais elevada, pois tende a forçar o veículo a andar em linha reta.

Caixa de Transferência - Situa-se ao lado da caixa de marchas e possibilita a transmissão de torque para o eixo dianteiro e traseiro além de proporcionar a redução da marchas.

Calço Hidráulico - Acontece quando o motor aspira água pela entrada de ar ou pelo escape. Na tentativa de comprimir a água nos cilindros, danifica peças vitais como bielas, comando de válvula e até mesmo o bloco do motor. Para evitar esse desastre é fundamental a instalação de um snorkel, ou tomada de ar elevada. Pode acontecer com qualquer veículo, 4x2, 4x4, carro de passeio, caminhão, etc.

Cáster - Este ângulo descreve a inclinação das rodas da frente, quando vistas lateralmente, em movimento, do ponto mais baixo ao mais alto da suspensão - na verdade, é o ângulo entre uma linha vertical e o eixo de direção. Como com as cadeiras de escritórios e carrinhos de supermercado, que usam rodinhas para se mover mais facilmente, um alto grau de castor em um veículo faz com que as rodas se endireitem mais rapidamente.

Catarina - o mesmo que patesca.

Chassis - Este termo aplica-se aos elementos estruturais do veículo, ou ao conjunto de componentes mecânicos ligados a seu quadro. Em veículos com monocoque, o chassis abrange tudo, excetuando as chapas parafusadas na carroceria do carro. Em veículos com quadro separado, o termo "chassis" aplica-se em geral ao quadro.

Chassis Ladder Frame - Uma moldura desse tipo é como uma grande escada. Dois grandes "trilhos" paralelos com barras transversais conectando-os. Este tipo de estrutura é usada em alguns veículos 4x4. Porém, existem diferenças na forma, estrutura e espessura dos seus diversos componentes.

Cinta - Normalmente de nylon, a cinta é um acessório útil em operações de ancoragem do veículo, pois permite a fixação do cabo de aço em uma árvore sem comprometer o tronco. Muitos desavisados prendem o cabo de aço direto na árvore, o que pode danificá-la ou até mesmo matá-la. A cinta também é muito útil para prender um cabo de aço em um veículo sem pontos de ancoragem.

Command Trac - É outro sistema de tração 4x4 que a Chrysler desenvolveu para sua linha Jeep. Este modelo é o part-time 4WD, que significa que seu proprietário só deve utilizá-lo para tração 4x4, quando estiver trafegando em terrenos difíceis e que ofereçam deslizamento em curvas. A caixa também permite o acionamento para 4x4 em pleno deslocamento.

Construção monobloco - É um tipo de carroceria que não necessita de um quadro (chassis) separado para dar força estrutural ou suporte aos componentes mecânicos do veículo. Um monobloco usa muitos elementos estruturais fortes, mas leves, como parte integral de sua construção.

Control Trac - Tipo de tração integral 4x4 utilizado nos modelos da Ford, como o Explorer. É composto de circuitos eletrônicos que detectam deslizamento nos diferenciais, e equilibra o torque para a melhor situação de tração. É equipado com marchas reduzidas, quando tem seu diferencial central bloqueado. Pode ser utilizado em 4x2.

Controle de aceleração rápida (em inglês, FTC) - Esta característica permite que o motorista acesse mais rapidamente toda a potência do motor. Ele dá ao veículo uma performance mais próxima de um carro de passeio e uma melhor aceleração, sem piora na performance off-road.

Controle de descida de ladeiras (em inglês, HDC) - Uma obra da engenharia única dos Land Rover Freelander, Discovery e New Range Rover, o HDC mede a velocidade do carro por sensores nas rodas e automaticamente aciona os freios para manter uma velocidade controlada em uma descida. Esta velocidade fixa é automaticamente aumentada se o motorista considerar a situação adequada e pressionar parcialmente o acelerador. O motorista aciona o HDC por um interruptor no câmbio ou no console, no caso do Freelander, ou um botão no painel, no caso do novo Discovery.

Controle eletrônico de tração (em inglês, ETC) - Este sistema avançado previne que as rodas girem em falso e aumenta a aderência na estrada e fora dela. Se derrapagens são detectadas, opera automaticamente freando a roda que gira e fazendo com que mais torque seja aplicado na roda do lado oposto, possibilitando uma maior aderência para que o veículo continue na direção correta. O ETC também permite uma boa aceleração em situações de gelo.

Cross country - é uma mescla do rally de velocidade e do rally de regularidade. A maior diferença é que é disputado só fora de estradas, ou seja, em trilhas, muitas delas jamais transpostas, valendo aí passagem por praias, dunas, riachos, alagados, em algumas oportunidades com navegação por GPS. Também é uma prova de velocidade, contra o relógio, só que a dupla desconhece o caminho. Recebe a planilha para navegação só na hora da largada. Cada centímetro percorrido é uma surpresa e cada segundo é uma emoção diferente. A sua prova mais famosa é o Rally Paris-Dakar, e no Brasil é o Rally Internacional dos Sertões.

Degrau - É a capacidade de um 4x4 atacar um obstáculo vertical (como um meio fio) e superá-lo. Para ser um fora-de-estrada, o mínimo é de 36 centímetros, sem que o pára-choque dianteiro, carroceria ou suspensão batam. Para superação de um obstáculo destes é necessário bom ângulo de dorso e de saída.

Diferencial - Uma caixa entre as duas rodas, traseiras ou dianteiras, que contém engrenagens e permite que as duas rodas se movimentem em velocidades diferentes quando o veículo faz curvas. Ele também permite que uma das rodas fique girando em falso sem que nenhuma potência vá para a outra. Praticamente todos os carros de passeio e os 4x4 mais antigos são assim. Também é conhecido como diferencial aberto.

Diferencial Central - Componente que fica instalado na caixa de transferência e compensa, nas curvas, as diferenças de percurso do eixo dianteiro e traseiro. Pode ser bloqueado para travessia de obstáculos em trechos fora de estrada. Equipa todos os utilitários e SUVs com tração integral, como a linha Land Rover e Mitsubishi Pajero.

Diferencial de escorregamento limitado (Torsen) - Este diferencial tem um mecanismo que limita a diferença de velocidade entre as duas saídas. Um diferencial de escorregamento limitado garante que algum torque seja sempre distribuído para ambas as rodas, mesmo quando com pouca tração. Sistema usado do New Range Rover.

Distribuição eletrônica de freagem (em inglês, EBD) - Este é um sistema avançado de freio que ajuda o motorista a manter o controle da direção e proporciona a melhor freagem em todas as condições. Funciona regulando a distribuição da freagem entre os eixos frontais e traseiros para manter a máxima eficiência dos freios caso o veículo esteja sujeito a condições de carga anormais. Elimina derrapagens em freadas bruscas.

DOHC - Motores com eixos duplos de comando de válvula usam dois eixos localizados em cada cabeçote. Um comando opera as válvulas de admissão e o outro as válvulas de escape.
EAS: Eletronic Air Suspension - Outro dispositivo do Range Rover. Existem modelos adaptáveis a outro veículos. Serve para ajustar a altura do veículo (levantar ou abaixar), automaticamente (em relação a velocidade, quanto mais rápido mais baixo) ou manualmente. Isso pode ser muito útil se o veículo estiver com seu fundo apoiado num obstáculo (ângulo de dorso máximo). Basta dar uma levantadinha e ir em frente.

Eixo cardã - O eixo cardã transmite tração da transmissão para o diferencial. Um veículo 4x4 tem pelo menos dois eixos cardã - um em direção ao diferencial frontal e outro ao diferencial traseiro.
Eixo Flutuante - Usado pela maioria dos 4x4 modernos. Se o eixo quebrar, ele passa a não receber potência do motor (se você tiver bloqueio de diferencial ou autoblocante) e o veículo pode continuar em frente.

Eixo Semi-Flutuante - Típico dos 4x4 mais antigos. Se o eixo quebrar ele simplesmente pula fora o você fica sem aquela roda...

Enfraquecimento do freio - Ao esquentar, devido ao uso intenso ou repetido, os freios geralmente têm sua eficácia diminuída.

ETC - Electronic Traction Control - Este controle de tração foi desenvolvido pela Land Rover para equipar os Range Rovers sendo agora usado também da Discovery. O monitoramento eletrônico detecta se alguma das rodas traseiras começa a patinar, acionando então o freio ABS da roda que patina e enganando o diferencial, que envia torque à outra roda que tem condições de tracionar o veículo. É um recurso semelhante ao Selec Traction da Gurgel só que mais "fashion" e moderno.

ETS - Electronic Traction System - Similar ao modelo da Land Rover, foi desenhado pela Mercedes para equipar os modelos da série M. A diferença é que o ETC equipa as quatro rodas e não somente as traseiras como nos Range Rovers.

Expedição - passeio com duração mais longa, podendo durar vários dias, sem competição e com objetivo de aproveitar as belezas naturais das trilhas e estradas a serem percorridas. É também a denominação de uma categoria de competidores em Raids, onde o compromisso com a regularidade é mais relaxado.

Facão - nome dado pelos off roaders para erosão ou valeta mais profunda. O facão pode se formar por ação natural ou ser provocado pelo trânsito de veículos, que cavam inicialmente a canaleta com os pneus, deixando o local propício para formação de erosões pelo efeito da chuva. Os pneus conhecidos como "frontiera" são os campeões desse tipo de agressão ao ambiente, e são conhecidos como anti-ecológicos pelos estragos que causam.

Feixe de molas - É uma peça de aço (ou uma liga) longa, chata e flexível, curvada em um arco, que se flexiona quando forças agem sobre ela. Feixes de molas, geralmente usadas em pick-ups, são montadas em eixos sólidos nos veículos.

Força (F) - Unidade Newtons (N) - É a multiplicação de massa (peso...) por aceleração. No motor temos Força no pistão devido a aceleração gerada na expansão da combustão da mistura ar + combustível.

Freio a tambor - Um freio a tambor usa um invólucro em forma de tambor, geralmente feito de aço fundido, que é conectado à roda e gira com ela. Dentro do tambor há sapatas curvas que são friccionadas ao tambor interno para brecar. Freios a tambor são simples e muitas vezes eficazes, mas menos eficientes que os freios a disco em uso pesado ou solo molhado.

Freio Motor - recurso que usa o motor e marchas reduzidas para frear o deslocamento do veículo. Usado em descidas íngremes nos deslocamentos por trilhas e no dia a dia nas rodovias em descidas de serras, (você já leu em placas de trânsito: "Use freio-motor").

Freios a disco - Este tipo de sistema de freio consiste em um disco que gira à mesma velocidade que a roda a qual está ligado.

Guincho - Equipamento fundamental para incursões off road radicais. As versões disponíveis no mercado são três: mecânico, hidráulico e elétrico. Este último é o mais popular, já que pode ser instalado na dianteira de qualquer veículo, e depende da bateria para funcionar. Com ele é possível arrastar pesos de, por exemplo, 4.000 Kg sem patesca, ou 8.000 Kg com o uso dela. É de uma praticidade incrível em uma trilha ou em expedições para regiões remotas. Veja o site da Warn.

Hi-Lift - Tipo de macaco, ideal para uso em trilhas. Pode levantar um veículo até 1,6 metros, facilitando operações de resgate e manutenção, além de poder ser usado como guincho.

Homocinética - A homocinética é um eixo articulado e rotatório usado em suspensões independentes para transmitir tração de um diferencial para uma roda.

Inclinação da roda (Câmber) - Em uma visão frontal do veículo, a inclinação da roda é o ângulo do pneu/roda comparado a uma linha vertical ortogonal. Quando o topo das rodas da frente está inclinado para dentro, a inclinação do veículo é negativa; quando é para fora, a inclinação é negativa.

Inclinação Lateral Máxima - É a maior inclinação em que o 4x4 pode se deslocar para frente numa encosta. Quanto mais largo o veículo maior é a inclinação. Quanto mais alto e afastado do chão, menor. Um bom exemplo é a Toyota Bandeirante que com uns 30 graus já começa a tirar as rodas do chão enquanto outros, como o Sportage, suportam 48 graus. Se você pode subir 40 graus masnão pode andar de lado a 30 graus, quer dizer que vai ter que descer de ré. Se tentar fazer a curva vai descer rolando o morro, como muita gente já descobriu... Pior de tudo é que a maioria dos inclinômetros só mede até 30 graus.

Inclinação Máxima - É a rampa máxima que o 4x4 pode subir ou descer. Os veículos antigos estavam limitados a uns 30 graus o que é muito comparado aos 7 graus possíveis para uma carreta carregada em piso de asfalto. O limite maior estava no sistema de carburador que se não tivesse cuba lateral podia afogar ou não enviar gasolina para o motor. Com o diesel (injetado) ou motores modernos com injeção direta, estes valores foram aumentados e os 4x4 modernos podem subir de 40 a 45 graus ou até mesmo 60 graus como o Unimog. Existe outra foram de medir que é em percentagem: 100% = 45 graus ou seja em 100 metros de percurso você sobe 100 metros de altura.

Insta Trac - é o nome do sistema usado pela Chevrolet em alguns modelos fabricados no Estados Unidos. Equipa pick-ups como as Blazers, e é um sistema Part Time 4x4, o que significa que não deve ser utilizado em asfalto ou outro piso de aderência plena. Permite a mudança de 4x2 para 4x4 em pleno movimento, e conta com marchas reduzidas.

Low Lock - Todos os sistemas 4x4 integrais, e a maioria dos sistemas 4x4 permanentes competitivos, bloqueiam o diferencial central quando engata-se o Low Range (sistemas parciais não têm diferencial central e acabam de fato ficando bloqueados em 4x4 High e 4x4 Low). A suposição é de que quando em 4x4 reduzida você quer a tração extra de um diferencial central bloqueado. Porém, bloquear o diferencial central limita o Low Range ao uso off-road. Apenas os veículos Land Rover lhe dão a possibilidade de usar o Low Range e não bloquear o diferencial central.

Mola helicoidal - Usada em sistemas de suspensão, uma mola helicoidal consiste numa barra de metal flexível (geralmente, liga de aço) moldada em forma de espiral. Ela pode ser comprimida e estendida repetidamente, sem deformação permanente. Sua função é suportar o peso do veículo.

Multi-links, wishbones - Estes termos referem-se aos diversos componentes da suspensão, que determinam a posição das rodas e eixos e restringem seus movimentos para melhor tração e dirigibilidade. A complexa relação entre os componentes da suspensão quando se movem é chamada de geometria da suspensão.

Patesca - Componente indispensável para quem vai a uma trilha. É uma roldana ou polia que usada em conjunto com o guincho ou mesmo entre dois veículos, permite que a força empregada no resgate seja duplicada. Também é muito útil para redirecionar o cabo de aço em resgates mais complicados no meio da trilha.

Peito de Aço - Acessório que proteje em trilhas radicais, as partes dianteiras como barramento de direção e diferencial. Pneus All Terrain ou AT: Projetados para enfrentar terrenos diversos, como asfalto, terra, areia, neve e lama, com razoável desempenho em cada um deles. Normalmente os utilitários e SUVs saem de fábrica com pneus AT.

Peso bruto do veículo - O peso bruto do veículo é uma combinação do peso do veículo mais a carga (incluído o peso do motorista - 75kg - e do tanque cheio). É o peso máximo recomendado pelo fabricante, com o qual o veículo pode rodar com segurança.

Pivô esférico - Pivô esférico é uma junta flexível, composta por uma bola em um soquete. É mais comumente usado em suspensões porque suporta uma grande variedade de movimentos em duas direções.

Pneus All Terrain ou AT - Projetados para uso rodoviário com aptidão para terrenos lamacentos de média dificuldade, indicado para uso 50% asfalto, 50% off-road.

Pneus Mud Terrain ou MT - Projetados para terrenos lamacentos, com grande distância entre os gomos de borracha. Não são os mais adequados para trânsito em rodovias e altas velocidades, já que a área de contato com o pavimento é menor.

Pneus Mud Terrain + Snow ou MS - Projetados para uso rodoviário com aptidão para terrenos lamacentos de média dificuldade e trechos com neve.

Potência (P) - Unidade Watt (W): É a Força dividida por tempo. Do trabalho dividido pelo tempo temos a Potência. Potência mede a velocidade de realizar trabalho. Assim a potência vai definir a rapidez que se vence um obstáculo ou se atinge uma determinada velocidade.

Power Train - Este termo descreve todos componentes do veículo que produzem potência e a transmitem para as rodas - motor, transmissão, caixa de transmissão, eixo cardã, diferenciais, eixos e cubos de rodas.

Prancha de desatolagem - Acessório útil para montagem de pontes e criação de terreno firme para passagem dos pneus em atoleiros e areiões. Normalmente feito de aço ou alumínio.

Profundidade Máxima de Travessia - É a aptidão do veículo em atravessar um trecho alagado, sem que suas partes vitais sofram qualquer infiltração de água ou lama. Nestes casos o mais mportante é manter a entrada de ar do motor, livre de qualquer contato com a água ou lama, pois se o motor aspirar água pode sofrer o calço hidráulico e deixar você a pé.

Quadra Trac - Equipa a linha Cherokee e é um sistema de tração integral 4x4. Seu sistema de acoplamento viscoso controla o torque para cada um dos diferenciais, e permite o tráfego em marchas reduzidas.

RAID - quer dizer Regularidade Absoluta em Intinerário Desconhecido. Trata-se de uma competição off-road também chamada de rallyes de regularidade.

Rallye - Competição automobilística realizada em em estradas de terra ou asfalto com veículos 4x4 ou 4x2, que podem ser os mesmos utilizados nas ruas ou preparados especificamente para competir. Participam duplas formadas pelo piloto e navegador, e podem ser classificados como rallye de regularidade e de velocidade.

Rallye de Regularidade - esta modalidade de rallye é baseada na busca do tempo ideal para se percorrer trechos em estradas desconhecidas, mantendo a velocidade média indicada pela planilha entregue pela organização. Para aferir os tempos das duplas, ao longo do percurso são montados PCs (postos de cronometragem) em locais não divulgados. As diferenças entre os tempos realizados e os estabelecidos como ideais geram pontos para os competidores. Vence o que fizer o menor numero de pontos, ou seja, o que ficar mais proximo do tempo ideal. Curiosamente, esta modalidade é praticada exclusivamente no Brasil.

Rallye de Velocidade - é uma corrida contra o tempo. Esta modalidade permite o levantamento prévio dos trechos, para que as duplas façam suas anotações e o navegador possa orientar o piloto sobre a direção a seguir e a velocidade que pode imprimir, dependendo das dificuldades do caminho. Vence a dupla que percorrer a Especial, que é o trecho cronometrado, no menor tempo possível. O rally de velocidade é altamente desenvolvido no mundo inteiro, tendo inclusive um Campeonato Mundial em que vários fabricantes investem pesado, com orçamentos e salários de pilotos inferiores só aos da Fórmula 1.

Rampa Máxima - É a rampa mais inclinada que um 4x4 pode subir sem que o motor engasgue ou sem que tombe de volta para trás. A inclinação varia entre os modelos podendo ir de 30 a 45 graus.

Real Time - Nome do sistema de tração 4x4 da Honda, que equipa os modelos CR-V. O equipamento detecta automaticamente a necessidade de tração total e engata a tração traseira para auxiliar o eixo dianteiro a movimentar o veículo.

Roda Livre - É o componente que libera as rodas dianteiras do contato com a transmissão. Com isso ganha-se na economia de combustível e menos desgaste das partes dianteiras, que não são utilizadas em tráfego normal em ruas e estradas com boas condições de trânsito. Existem modelos manuais e automáticos.

Select Traction - Sistema simples de bloqueio, utilizado nos utilitários 4x2 da Gurgel. Baseia-se na utilização dos freios de estacionamento traseiros, que são normalmente acionados por um cabo de aço. O sistema é composto de três alavancas, a principal que freia as duas rodas simultaneamente, e mais duas pequenas, que freiam uma roda de cada vez. Se uma roda fica girando no ar, ou patinando, o condutor puxa o freio desta roda, fazendo ás vezes de um blocante, e o diferencial envia todo o torque para a roda que está em condições de tração.

Shifting On The Fly - Recurso que equipa grande parte dos SUV atuais, possibilita que se engate a tração 4x4 em velocidades que chegam em alguns modelos, a 130 Km/h. Não confundir com o engate da reduzida (low range), que deve se feita sempre com o veículo parado.

Shimmy - Trepidação nas rodas dianteiras, que pode ser provocado por inúmeros fatores como chassi trincado ou entortado, amortecedores gastos ou com defeitos, molas desajustadas ou "cansadas", rodas desbalanceadas, pressão diferente nos pneus dianteiros, câmber ou cáster desajustados, caixa de direção com folga.

Sistema Ativo Anti-oscilação - Esta característica única e patenteada da Land Rover impede que o veículo encline a carroceria ao fazer curvas ou em situações de emergência (até um certo limite). Também ajuda a manter a suspensão suave dando mais conforto e garantindo, na estrada, uma performance similar a de um carro comum.

Snorkel - Ou tomada de ar elevada, consiste de um tubo que estende a tomada de ar do filtro do motor em posição a mais elevada possível, protegendo-o da entrada de água em travessias mais radicais de rios e áreas alagadas. Para os motores a gasolina ou alcool é necessário ainda um bom isolamento da parte elétrica da ignição, coisa que o diesel dispensa.

SPOA - SPring Over Axle - É um modo de montagem dos eixos rígidos de um 4x4 de tal maneira que as molas semi-elípticas (feixe-de-molas) fiquem acima deles. Em geral os jipes usam SPUA ("SPring Under Axle"), ou seja, os eixos ficam acima da curva das molas. Usa-se SPOA para obter maior altura livre do solo.

Suspensão a Ar Eletrônica (em inglês, EAS) - Este tipo de sistema de suspensão usa molas pneumáticas, controladas eletronicamente, para garantir que permaneçam constantes sob condições bastante variáveis de carga, resultando em um passeio o mais confortável possível, dentro e fora da estrada. Ajustar a altura do veículo (abaixa ou levanta), automática ou manualmente. É um dispositivo extremamente útil no caso de o veículo estar com seu fundo apoiado em um obstáculo.

Suspensão Independente - Sistema que possibilita que cada roda tenha seu curso de suspensão independente da outra roda. É a configuração para trânsito em estradas e rodovias em altas velocidades, mas nem sempre é a ideal para o fora de estrada puro já que a altura máxima do solo não é constante.

SUV - Denominação para Veículo Utilitário Esportivo, ou em inglês "Sport Utility Vehicle"

Toll Bar - ferragem utilizada para rebocar veículos.

Tomada de Força - Localiza-se na caixa de transferência de alguns utilitários. É usada para se instalar equipamentos mecânicos diversos como geradores de energia, bombas hidráulicas e o guincho mecânico. Nos Jeeps, Land Rovers e Unimogs antigos a tomada de força era muito usada para se instalar bombas d'água, perfuratrizes, escavadeiras, semeadeiras e outros implementos para uso agrícola ou de serviços em obras.

Torque (T) - Unidade Newton metro (N.m): É a Força multiplicada pelo raio de giro. É similar a Força; só que a Força é linear e o Torque é circular (rotação). No motor a Força do pistão é transformada em torque pelo conjunto Biela e Virabrequim (ou eixo de manivela). Assim do Virabrequim até a Roda temos Torque. Então é o torque que vai definir a capacidade de vencer um obstáculo ou atingir uma determinada velocidade.

Trabalho (W) - Unidade Joule (J): É a Força multiplicada por distância. Do torque na roda dividido pelo raio do pneu temos a Força no pneu. Esta força multiplicada pelo distancia percorrida resulta o trabalho.

Tração Positiva - Positraction, Limited Slip Diferential, diferencial de escorregamento limitado, autoblocante, é um diferencial que desvia parte da potência (geralmente 60%) da roda que está girando em falso para a outra que tem tração. Com um LSD o veículo 4x4 melhora muito sua performance on/off-road. Quase todos os 4x4 modernos vêm com eixo traseiro LSD de fábrica ou como opcional.

Trac-Lock - Tipo de diferencial que distribui automaticamente o torque entre as rodas traseiras, de modo a garantir a melhor condição de aderência em superfícies de baixo atrito, como lama, areia, etc. Sistema utilizado pela Chrysler nos veículos Jeep.

Transposição Central - É a aptidão do veículo de transpor um obstáculo, como uma lombada sem que as partes inferiores se choquem com ele. Um veículo com distância entre-eixos pequena, como um Samurai ou um Niva tem mais facilidade para enfrentar esse tipo de obstáculo.

Travamento de freio - Ao freiar, o travamento descreve o ponto no qual um pneu começa a derrapar em uma situação de freagem de emergência. A força máxima de freagem de um pneu é atingida quando se está a beira do travamento; desta forma a menor distância de freagem é produzida quando os pneus traseiros e frontais são parados um pouco antes do travamento.

Vau - É a capacidade de passar por região alagada sem preparação especial. Os veículos com motor a diesel, por não possuírem parte elétrica, normalmente podem ser mergulhados até pouco antes da altura da tomada de ar para o motor. Os 4x4 a gasolina são limitados pela altura do distribuidor e velas. Uma boa medida é a altura dos faróis dianteiros. Normalmente o valor "vau" atribuído pelo fabricante se refere ao movimento para frente na velocidade mínima em primeira reduzida e não a um mergulho espetacular a 40 km/h. A altura do escapamento não têm influência nesta medida.

Zequinha - assim são chamados os acompanhantes dos pilotos do fora de estrada.

VOLTA PARA O TOPO

Não encontrou resposta para o termo que você procura?
Envie-nos um email e diga o que quer saber. Clique aqui.

Críticas, elogios e sugestões: webmaster@jeepclubedopara.com :: Copyright 2004 © Jeep Clube do Pará
Tv. Rui Barbosa, 779 - Reduto :: CEP 66.035-260 :: Belém/Pará :: diretoria@jeepclubedopara.com