Login: Senha: Lembrar minha senha

Belém, Pará, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017 

O CLUBE
AGENDA 2017
EVENTOS
JIPEIROS
JIPES
DICAS OFFROAD
LINKS 4x4
GALERIA DE FOTOS
VÍDEOS
TwitterYoutubeFacebook

 

Usuários on-line:
53 visitantes.

INÍCIO | DICAS OFF-ROAD

Ética e ordem na operação de rádio

O número de jipeiros que usam os rádios PX e VHF aumentam a cada dia. Antes seu uso era confinado durante o percurso das trilhas off-road, longe dos centros urbanos e de outros operadores de estações de rádio-amador. Hoje, é frequente o uso destes rádios para comunicação dentro das cidades, e por isso é preciso atentar que este serviço requer regulamentação junto a Anatel assim como também se submeter aos códigos de ética do radio-amadorismo.

Para que todos nós possamos utilizar nossos equipamentos sem causar problemas a terceiros, e também podermos fazer novos amigos através do rádio-amadorismo, enumeramos várias dicas de como operar sua estação de rádio, seja ela PX ou PY.

  • Nenhum operador tem direito exclusivo a uma freqüência específica, a menos que esteja conduzindo tráfego de emergência..
  • O uso da freqüência “pertence” àquele que a está ocupando no momento. Normalmente este é o coordenador da rodada (papo entre várias pessoas em uma frequência).
  • O Coordenador é o responsável pela condução ordenada e cortês da Rodada de forma que outros comunicados. não sejam perturbados.
  • Não interrompa ninguém no meio de uma conversação, mesmo se você pretender fazer uma chamada a outra estação ou pretender juntar-se ao grupo, ou rodada.
  • Espere, ao menos, até que o câmbio da estação, que está com a palavra, termine sua fala. Então só anuncie seu indicativo de chamada depois que a estação que estiver falando desligar o PTT ou VOX.
  • Para permitir o ingresso de novos companheiros que estejam apenas na escuta, aguarde sempre alguns segundos antes de responder ou assumir a palavra durante uma rodada.
  • “BREAK” só é permitido em casos de comprovada EMERGÊNCIA.
  • Ao iniciar um contato comunique que você está na freqüência informando seu prefixo
  • Identificar sua estação com: expressões do tipo “boa tarde”, “bom dia”, “estou chegando aí ?” “oportunidade”, “chego“, etc não são formas aceitáveis de identificação. Esse tipo de abordagem provoca o retorno inútil de câmbio, com perguntas adicionais, por exemplo “bom dia de quem ?”, “quem chamou ?”, “oportunidade para quem ?” e por aí afora.
  • Se achar que uma nova estação chegou à freqüência e não sabe quem você é por bom procedimento operacional, dê-lhe seu indicativo de chamada e nome.
  • Mesmo que a estação seja de seu melhor amigo, se não é sua vez de falar, não entre na QRG, não o cumprimente, não lhe dirija a palavra.
  • Espere a sua oportunidade de falar, dentro da seqüência natural.
  • Os câmbios “espada” (câmbios muito longos) podem impedir que alguém utilize a QRG mesmo que esteja com alguma emergência
  • Deixar a freqüência “a quem de direito” normalmente gera certa confusão logo após. Sempre passe a palavra a uma determinada estação, preferencialmente a que estiver na vez da sequencia.
  • É desagradável desenvolver conversação bilateral com os demais à parte, em uma rodada.
  • Não faça comentários durante a conversação de outros. É deselegante.
  • Use frases elegantes em sua conversação. Evite palavreado chulo, palavras e ou jargão de sentido duvidoso e impróprio das bandas de radioamador, de forma que venha ferir a suscetibilidade dos que estão escutando.
  • Lembre-se que sua transmissão está sendo ouvida por muitos radio-escutas, inclusive por monitores e rastreadores de banda.
  • Do que disser nas faixas dependerá o conceito que cada ouvinte fará do radioamadorismo brasileiro.
  • Não interrompa quem está falando, salvo se tiver algo muito importante a acrescentar. Interromper uma conversa é tão deseducado em rádio como pessoalmente.
  • Evite criticar pela faixa, ou comentar assunto de que não tem real conhecimento.
  • A crítica pela faixa pode assumir graves proporções e causar males irreparáveis.
  • Não extravase sentimentos negativos pela faixa quando uma medida ou atitude dos Órgãos Diretivos não lhe agradar, ou quando uma falha administrativa causar dissabor.
  • Procure o diálogo com sinceridade. Evite enfileirar-se com os que, por motivos inconfessáveis, procuram tudo denegrir e aviltar.
  • Os comunicados devem ser amistosos e compreensivos. A maneira de fazer as coisas é tão importante quanto as coisas que devem ser feitas.
  • Ajude os menos experientes. Faça isso de forma elegante, desinteressada e paciente.
  • Guarde sigilo quanto às comunicações eventualmente ouvidas em outras faixas, que não as de radioamador.
  • Evite fazer crítica a outros modos de transmissão pelo fato de não se dedicar a esta ou aquela modalidade operacional.
  • Se você tiver necessidade de um QSO mais demorado será demonstração de camaradagem e consideração aos demais colegas procurar uma janela fora dos segmentos de DX.
  • O trote pela QRG, embora seja gozado para quem o pratica, predispõe a outra parte a ficar desconfiada, insegura e sempre na expectativa de um novo trote. Isso poderá fazer com que, em situações emergenciais, ela não acredite naquilo que esteja ouvindo.
  • Jamais suprima parte de indicativo de chamada. Cite-o de forma completa.
  • Quando se tratar de um QTC de emergência ou SOS, interrompa o QSO dando prioridade exclusivamente ao operador que está de posse do QTC/SOS na QRG.
  • Se você tem uma “Estação poderosa”: deve ser o primeiro a colaborar para que todos “tenham sua vez”.
  • O companheiro do contato anterior vai ficar contente com o colega que teve a consideração de aguardar o término de seu QSO.
  • É extremamente desagradável ouvir que este ou aquele colega impediu ou dificultou o outro com QRM ou sinais de sua estação.
  • Não entre em cima de colega que já iniciou a contestação a um CQ. Dê-lhe a chance para concluir seu contato antes que você tente seu chamado.
  • Respeite os responsáveis e mantedores de repetidoras. Embora instaladas no alto de torres, edifícios e montanhas, elas não caem do céu. Geralmente um grupo de pessoas se empenha colocando o serviço à sua disposição.

VOLTA PARA O TOPO

Críticas, elogios e sugestões: webmaster@jeepclubedopara.com :: Copyright 2004 © Jeep Clube do Pará
Tv. Rui Barbosa, 779 - Reduto :: CEP 66.035-260 :: Belém/Pará :: diretoria@jeepclubedopara.com