Expedição Caminhos do Tauá

13 a 14/02/2004 | Santo Antonio do Tauá/PA

O objetivo desta expedição foi conhecer os caminhos que nos levariam até o agradável e sossegado Hotel Fazenda Iracema no município de Santo Antonio do Tauá (cidade banhada pelo rio Tauá). A trilha foi completa. Tivemos trechos de lama, areia, piçarra, erosões, mata fechada e muita água, que, nesta época do ano não falta. Iniciamos em nosso tradicional ponto de encontro num posto de gasolina na saída de Belém, onde ocorreu o "briefing de largada" e foram passadas as orientações pelo Presidente do JCP e efetuados os checks finais nos equipamentos.

Seguimos 40 km por asfalto em direção a cidade de Santa Izabel onde iniciaria a nossa tão esperada aventura. Ao sair do asfalto e entrar nos ramais da região, já sentimos o cheiro da mata úmida e topamos com o primeiro obstáculo: uma ponte em péssimo estado. A melhor escolha foi, para a felicidade da galera, usar um desvio e atravessar o igarapé por dentro d'água que, fora um distribuidor molhado, não apresentou grande dificuldade. A primeira parada foi para distribuir brinquedos às crianças carentes de um acampamento que cruzamos em nosso caminho. Cortamos campos de fazendas da região e seguimos por caminhos de terra batida e piçarra até encontrarmos um areal, com beleza e aspecto lunar, onde alguns não resistiram a tentação, de saltar as dunas de areia e tirar as quatro rodas do chão. Andamos em circulo até que nosso guia, o experiente navegador Alexandre, diga-se de passagem, campeão paraense de Rally, encontra-se o caminho para saída do areal. Neste momento ocorreu a primeira baixa, pasmem, quebrou a alavanca da marcha de um dos Jeeps (será que o piloto é animal, ou apenas cuida de animal?).

Contornado o problema, seguimos viagem para nosso destino, onde ainda encontraríamos mais um obstáculo. A estrada destruída pela força das águas, nos fez, novamente, utilizar de desvios para alcançar o outro lado e, por fim, chegar a fazenda Iracema, por um estreito e belo caminho com muito verde e curvas fechadas. Se pensarem que acabou, ledo engano. Após uma noite agradável, com música regional e tudo mais, fomos desafiados pelo proprietário da fazenda a desbravar um caminho de roça, por onde nunca havia passado nada com quatro rodas. Topado o desafio, entramos em uma trilha em que os galhos entravam pelas janelas e mal se via o que vinha pela frente. Obstáculo foi o que não faltou, galho caído, ladeira íngrime, igarapé, lama erosão e tudo o que se podia esperar para uma trilha nunca desbravada. Fechando assim com chave de ouro o segundo evento do ano.

Este evento teve a participação de 7 jipes, pilotados por 6 sócios e 1 convidados, com a companhia de 4 zequinhas.
Piloto Zequinhas Veículo
Osvaldo Tatu - Troller T4
Waldécio Nervoso - Troller T4
Tavinho
Nelson Takó, Alessandra Pânico - Ford Ranger
Rogério Politi Ladico Pit Bull - Jeep Willys CJ5
Ewerton Thays Sapo - Jeep Willys CJ5
Convidados
Gilberto Duelo Grégory

FOTOS DESTE EVENTO