Campos de Bragança 2007
20 a 21/01/2007 | Bragança/PA

A primeira trilha de 2007 nos levaria para os Campos de Bragança, local onde só fomos anteriormente nos meses de setembro a novembro. A expectativa era grande, devido ao desconhecimento de como estava a situação na região, onde as chuvas ainda não tinham começado pra valer. Saímos na noite de sexta, 19, em um comboio formado por cinco jipes, pilotados por Ewerton, Alex Rendeiro, Caranguejo, Gaúcho e Hérycles. Esta foi a estréia da Bandeirantes do Ewerton, batizada por ele de Marajó mas pelo grupo de Sarcófago (Marajoara, é claro!).

No meio da viagem, a primeira surpresa veio com notícia de que em Tracuateua a pousada para onde iríamos estava lotada em razão das festividades de São Sebastião, padroeiro da cidade. Resolvemos seguir para Capanema, 35 km antes do destino anterior, para evitarmos surpresas similares em Bragança. Outra supresa foi um acidente grave com vítimas fatais que obrigou a Policia Rodoviária a interditar momentaneamente a BR. Tivemos de tomar um atalho por um ramal que nos levou de volta a BR após o acidente.

Chegamos em Capanema sem problemas, onde ficamos aguardando a chegada de Rogério, Franklim e Kleber, que saíram depois de nós. Após uma noite de bom sono, partimos para Tracuateua, onde ainda encontramos com Cariri, Paulo Bentes e Rodrigo Simões. Entramos nos campos por volta das 10 horas, quando pudemos observar que o mesmo realmente estavam bem diferente do que constumamos ver nas vezes anteriores. Os campos estavam secos, mas sem muita poeira.

Mas a surpresa estava abaixo do que nossa vista podia alcançar. Sob a terra seca, a lama estava nos esperando. Logo na primeira passagem, começou o festival de atolagens, onde nenhum jipe escapou. Todos, sem exceção, atolaram nessa expedição. Tivemos de montar vários trenzinhos para puxar os carros do atoleiro. O Alex tomou um susto quanto seu Bandeirantes afundou na terra seca, que se abriu e engoliu um lado do carro, que ficou com uma inclinação lateral acentuada, só não tomando porque a própria lama conteve o jipe. Só saiu dali depois de muito esforço com o guincho elétrico da Land de Rodrigo.

A brincadeira continuou pela tarde inteira, com muitas atolagens e resgates. No final, a maioria do grupo seguiu para pousar em Bragança e alguns poucos seguiram para Salinas e Belém. Na manhã de domingo, o grupo foi curtir a Praia de Ajuruteua para no final da tarde retornar para Belém. Quem não foi para esta trilha, perdeu a melhor brincadeira do ano, até agora.

Este evento teve a participação de 11 jipes, pilotados por 9 sócios e 2 convidados, com a companhia de 10 zequinhas.
Piloto Zequinhas Veículo
Rodrigo Simões Lendia - Land Rover Defender 110
Paulo Bentes Milton, Sueanne
Dr.Joelho Muleta - Toyota Bandeirantes
Cariri Ivanira Macho Véio - Jeep Willys CJ5
Hérycles Yuri Pathifa - Nissan Pathfinder
Kleber Bicho Papão - Toyota Bandeirantes
Franklim Flávio Nega Braba - Toyota Hilux
Rogério Politi Marcello, Enrico, Paola Pit Bull - Jeep Willys CJ5
Ewerton Thays Marajó - Toyota Bandeirantes
Convidados
Gerson white - Jeep Willys CJ5
Caranguejo Caranga - Jeep Willys CJ5